A VIDA TEM UM INÍCIO, TEM UM FIM, EU ESTOU A DESCOBRIR O MEIO.

.posts recentes

. QUATRO DE DEZEMBRO DE 201...

. COMO O TEMPO PASSA...

. E outro Natal chegou!

. Coisas "boas"

. 4 de Outubro - Dia Inter...

. Pelo sonho é que vamos...

. O seu aniversário

. Meio da vida

. Anjos e Demónios

. Primavera é a rainha das ...

. O que oferecer?

. Encantos da minha vida.

. Obrigada pelo miminho!

. Sapatinhos vermelhos

. E a Primavera chegou.

. Sair do Buraco

. Estou a ficar "cota"

. Cura para a neura

. Acabaram-se as férias

. Teatro da vida

.arquivos

. Dezembro 2011

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Vem aí a loucura do futebol

Tal como em 2004, faço questão de não assistir a um único jogo. Cá em casa há quem goste e eu respeito. Vou passear à serra com os meus cães, ou vou à praia, que está deserta.  

Falando de desporto a sério, felizmente temos a Vanessa Fernandes e mais alguns, poucos. 

Futebol - o orgulho da Nação, com os ilustres seleccionados.  Alguns nem sabem cantar o Hino.  

Temos futebol a toda a hora para alegrar o povo. Somos bombardeados com futebol e o povo fica contente, esquece e não pensa.  

O país está de pantanas, os bens essenciais sobem de preço, as pessoas morrem nos hospitais porque não são tratadas devidamente, as escolas parecem manicómios, falta tanta coisa, mas o que interessa?  

Mais um europeu e aí vem a loucura outra vez.  

Não se trata do desporto em si, mas de tudo o que está por detrás dele: A âmbição desmedida, a corrupção, os jogos sujos, a alienação das pessoas. 

Não gosto de futebol, pronto!   

- Futebol, futebol, futebol...  

Mas há que aquietar a plebe, para que não pense, para que não reaja. E vêm doses maciças do "ópio do povo" destes tempos:  

Ah! agora podemos ir para a rua gritar o nosso descontentamento, desde que seja dada autorização e sejamos politicamente correctos. 

Há três décadas, em  Portugal, vivia-se numa ditadura. O povo sofria e não podia falar. A distracção era Fátima, fado e bola. Veio o 25 de Abril para que o povo não sofresse mais e a alegria saltou para a rua. Durou pouco, só chegou ao 1º de Maio. Tanto se disse, tanto se fez, e hoje o que temos? O povo sofre, a distância entre ricos e pobres é cada vez maior, nada se consegue sem o factor  "cunha", desde o emprego à saúde.  


publicado por Maria às 21:31

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.Visitas

net tracking stats

.online

blogs SAPO