A VIDA TEM UM INÍCIO, TEM UM FIM, EU ESTOU A DESCOBRIR O MEIO.

.posts recentes

. QUATRO DE DEZEMBRO DE 201...

. COMO O TEMPO PASSA...

. E outro Natal chegou!

. Coisas "boas"

. 4 de Outubro - Dia Inter...

. Pelo sonho é que vamos...

. O seu aniversário

. Meio da vida

. Anjos e Demónios

. Primavera é a rainha das ...

. O que oferecer?

. Encantos da minha vida.

. Obrigada pelo miminho!

. Sapatinhos vermelhos

. E a Primavera chegou.

. Sair do Buraco

. Estou a ficar "cota"

. Cura para a neura

. Acabaram-se as férias

. Teatro da vida

.arquivos

. Dezembro 2011

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007

AINDA HÁ MILAGRES!

Hoje tive a prova de que ainda há milagres. Há quatro anos, por altura do Natal, o meu meu pai, na altura com 74 anos, foi presenteado com um diagnóstico de neoplasia maligna do cólon. Seguiu-se cirurgia de urgência, sessões de quimioterapia e um futuro muito incerto. Tudo isto nos deixou de rastos, sobretudo a ele. Já anteriormente o meu pai tinha sido sujeito a uma cirurgia na coluna cervical, devido a mielopatia grave. Recuperou algum movimento, mas a marcha ficou seriamente comprometida. O panorama não estava nada animador. Quando o mundo dos homens não proporciona conforto nem esperança, muitos procuram conforto no eu interior ou no sagrado. Também senti essa necessidade. Acredito que Deus também é Mãe e foi à Mãe que pedi socorro nos momentos mais difíceis. Pedi à Mãe que me desse força para ajudar os que estavam à minha volta. Pedi à Mãe que lhe permitisse viver com dignidade ou partir sem dor. Já tinha sofrido muito. A certa altura recusou-se a fazer mais exames ou tratamentos. Disse que não se sujeitava mais àquilo, já tinha vivido o suficiente, queria ficar em paz. Que direito tinha eu de impor mais sofrimento? Falei com os médicos que disseram para o deixar estar como queria. Em caso de recaída deveria contactá-los para serem tomadas as medidas necessárias. Passaram-se cinco anos, serão seis no próximo Natal. Nunca deixei de estar preocupada, nunca deixei de pedir ajuda à Mãe do Céu. Com muita subtileza consegui convencê-lo a fazer novos exames para saber qual era a situação. Fez uma TAC e análises específicas para verificar os marcadores tumorais. Hoje soubemos os resultados. Hoje fiquei a saber que não existem quaisquer vestígios da doença.


 

 

 

 

 

sinto-me: Grata e feliz

publicado por Maria às 23:00

link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Carmélia a 11 de Setembro de 2007 às 11:39
Bom dia Dinha!
Aqui estou eu para lhe agradecer o seu comentário no meu site, pelas tuas bonitas palavras de apoio. Obrigada!
Dinha tal como tu acreditamos em Deus, e nada se resolve sem o apoio de Deus.
Deus é pai e nosso amigo para todas as horas, nunca nos abandona, e sim esta sempre a nos dar oportunidades. Até que por vezes nós a que viramos as costas ás oportunidades boas da vida.
Dinha continua a crer e amando Deus, porque só Deus a que é o mais fiei a nós!
Beijinho, continua com Deus no coração e provas melhores não podias ter! Continuem bem, e feliz com o crer no melhor... Deus!


Comentar post

.mais sobre mim

.Visitas

net tracking stats

.online

blogs SAPO