A VIDA TEM UM INÍCIO, TEM UM FIM, EU ESTOU A DESCOBRIR O MEIO.

.posts recentes

. DE BARRIGA CHEIA!

.arquivos

. Dezembro 2011

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links


Terça-feira, 4 de Setembro de 2007

DE BARRIGA CHEIA!

Hora do almoço. Arranjo o tabuleiro com a sopita, franguinho e fruta. Com ar enjoado, ela diz-me:

- Ai filha, não me apetece nada. Não tenho vontade nenhuma de comer.

E o tabuleiro volta para trás. Ao lanche o iogurte marchou. Chega a hora do jantar. Volta o tabuleiro com  o peixinho cozido e a fruta.

- Não sei o que tenho, não me apetece comer. Não quero comer nada.

Volta o tabuleiro para a cozinha.

Mau, ao almoço não come, ao jantar não come. Deve estar doente. Tenho de marcar consulta para a médica. Mais tarde vou fazer umas arrumações na despensa e desvenda-se o mistério. As tais bolachinhas redondas com chocolate lá dentro, que o João adora e estavam em promoção no Lidl tinham desaparecido. Três pacotes! Só espero que agora não fique doente a sério. É assim a segunda infância e os papéis invertem-se.

 

Jokas da Dinha

sinto-me:

publicado por Maria às 19:58

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.Visitas

net tracking stats

.online

blogs SAPO